Mais vagas

Vaga de emprego hoje: não prenchê-la é um problema!

Aprenda a deixar seu currículo perfeito, impossível de ser ignorado.

Cadastre-se e pegue o seu e-book agora! É grátis.

Primeiramente, conquistar uma vaga de emprego hoje é simples. Então, vamos ensinar como se destacar no mercado de trabalho. Inclusive, a importância de desenvolver a inteligência emocional. Porque ela vai servir de guia para superar os desafios. Além disso, vai cativar os recrutadores na entrevista. 

Em outras palavras, não basta ter experiência. Nem mesmo uma coleção de diplomas. Em suma, nem a crise pode afetar o seu emprego. Por fim, aprenda como centenas de candidatos conseguem emprego rapidamente. Sem dúvida, ao seguir os mesmos passos vai superar o desemprego. Veja a seguir!

Vaga de emprego hoje: siga 4 passos para sair do desemprego!

Vaga de emprego hoje

Antes de mais nada, siga todos os passos à risca. Porque só assim, conseguirá uma vaga de emprego. Pois esta leitura garantirá mudança de mentalidade. Além disso, ajudará quem está insatisfeito com seu emprego. Porque pior que o desemprego é acordar desanimado para trabalhar. 

No entanto, o desemprego tende a atingir o mundo. Porém, quem se preparar, não vai sofrer as consequências. Aliás, só uma pequena massa de pessoas está ciente da informação. Enquanto muitos reclamam, outros se preparam para o futuro. Diante disso, queremos que você se prepare! Por isso, siga os passos a seguir.

1. Questione o momento atual

Em primeiro lugar, o desemprego sempre vai existir. Isto é, com ou sem crise. Portanto, deve fazer a sua parte. Porém, se nada acontecer tem que analisar. Por exemplo, enviar inúmeros currículos, mas reprovar na triagem. Então, precisa refletir sobre o momento profissional

Talvez, seja a falta de conhecimento para preencher a vaga. Mas, pode ser a ausência de uma habilidade. Por exemplo, dificuldade de comunicação. Até mesmo, pouca inteligência emocional. Isto é, uma mente baseada em crenças limitantes. Sem dúvida, isso interfere na contratação. Após identificar o problema central, anote. 

Em seguida, reflita sobre a realidade. Isto é, há pessoas mais competentes que preenchem a vaga. Porém, não significa ser mais inteligente. Inclusive, o mercado é altamente competitivo. Portanto, sempre há mais candidatos do que vagas. Então, como vencer o desemprego? Sem dúvida, o segredo está na habilidade emocional e na estratégia.

Diante disso, preencher a vaga requer algo a mais. Isto é, ser um diferencial entre os candidatos. Por exemplo, ter um currículo estratégico, uma comunicação assertiva ou sólida bagagem de conhecimento. 

Nem sempre, temos todos os requisitos. Talvez, seja necessário investir em cursos. Ou seja, construir experiências. Além de garantir soluções eficientes. Sendo assim, o candidato precisa do autoconhecimento. Isto é, definir a ação para se destacar no mercado. 

Em outras palavras, não adianta resistir ao desemprego. Mas sim, lidar de uma forma criativa. Por fim, invista na parte técnica, cognitiva e emocional. Se manter esse hábito não haverá desemprego. Agora, o princípio básico é aprender a criar um currículo atraente. 

2. Monte seu currículo conforme o mercado de trabalho

Em primeiro lugar, analise a vaga. Em seguida, anote os requisitos do cargo. Depois, destaque de acordo com o perfil. Mas, não invente informações. Por fim, se prepare antes. Isto é, ao invés de mentir, estude. Por exemplo, existem inúmeros cursos baratos e gratuitos. Inclusive, você pode tirar certificados gratuitos também. Sem dúvida, isso garante um peso maior no currículo. Visto que para obtê-las é necessário estudar. 

Por fim, se faltar um item na lista de requisitos, corra atrás. Portanto, faça um planejamento. Isto é, pode levar entre 1 a 3 meses para construir seu perfil. Porém, faça o que é preciso ser feito. Agora, é momento de agir.

Por fim, não tenha medo de pedir feedback para o recrutador. Contudo, não persista com inúmeros e-mails ou telefonemas. No entanto, se o entrevistador retornar, siga a orientação. Após seis meses, tente novamente. Contudo, busque atender às exigências que faltaram. Se a empresa notar seus esforços, pode te contratar.

3. Desenvolva a Inteligência emocional

Desde já, o segredo de um bom currículo está nas exigências. Isto é, criar um currículo que atenda a vaga. Além disso, desenvolver a inteligência emocional. A partir disso, conquistar novas habilidades. Veja a seguir!

  • autocontrole;
  • ousadia;
  • superação;
  • liderança;
  • transparência;
  • liberdade.

Antes de tudo, não coloque as habilidades no currículo. Porque é na entrevista que o recrutador vai analisar. Ou seja, está na forma de trabalhar, de se relacionar consigo e com a equipe. Mas, algumas pessoas já têm essas habilidades. Já outras, precisam mesmo se desenvolver. Porque tudo depende do histórico de vida de cada um. Em outras palavras, o desemprego tem uma raiz emocional. 

Portanto, isso reflete durante a entrevista de emprego. Ou por meio de comportamentos na rotina diária. Por isso, candidatos seguros se destacam na dinâmica de grupo. Por fim, temos as crenças limitantes que causam bloqueio nas pessoas. Isto é, há pessoas que acreditam que merecem só aquela vaga. Portanto, não conseguem subir de cargo. Nem motivos para conquistar novos desafios. 

Em suma, muitas pessoas começaram a auxiliar na cozinha. Depois, já eram chefs e foram estudar. Ou melhor, o candidato com inteligência emocional age mais e fala menos. 

4. Quebre crenças limitantes

Agora, vamos detalhar sobre as crenças limitantes. Sem dúvida, elas são barreiras que prejudicam o candidato. Confira a seguir, as sabotagens mais comuns. 

  • atrasos na entrevista;
  • passar mal no dia;
  • mal desempenho na entrevista;
  • trava na dinâmica de grupo;
  • esquece de colocar competências importantes no currículo;
  • esquece de colocar dados de contato no currículo.

Na maioria dos casos, os relatos acima representam uma auto sabotagem. Contudo, isso acontece porque crenças mentais se instalam na mente. A partir de experiências anteriores, elas determinam comportamentos. Por fim, elas determinam os resultados na vida. Isto é, as programações mentais são registradas por conexões neurais. 

Isto é, elas se formam com base em experiências sensoriais no cotidiano. Principalmente, no tempo da infância. Portanto, o sucesso e o fracasso tem origem nas crenças construídas. No entanto, é possível reprogramar as conexões neurais. Em seguida,  restaurar crenças positivas e mudar comportamentos.

O que mais prejudica o candidato na hora de procurar emprego

Conforme mencionamos, a falta de inteligência emocional prejudica o candidato. Inclusive, fazer escolhas erradas da profissão é um forte sinal. Ou, ter um emprego só para pagar contas é um indício de sabotagem. Por fim, o desânimo, a apatia e a insatisfação são outros exemplos.

Mentalidade de funcionário

Certamente, os empregos tendem a desaparecer. Porém, se planejar agora, vai colher bons frutos. Se todos ficarem cientes disso, uma grande massa vai empreender. Isto é, o mercado de empreendedores vai ficar altamente competitivo. Portanto, quem não se preparar vai se perder. Por isso, comece a desenvolver as habilidades emocionais. 

Porque a inteligência emocional é um requisito obrigatório do empreendedor. Inclusive, as empresas visam candidatos com perfil empreendedor. Pois sabem que esse tipo de profissional, desenvolve habilidades emocionais.

Em suma, esse é o segredo dos candidatos de sucesso.  Após essa leitura, reflita e seja um diferencial! Siga as dicas, identifique as mudanças e aja! Seu currículo está pronto para as vagas disponíveis? Clique aqui e descubra.




O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *