Home office

É POSSÍVEL SER EMPREENDEDOR SEM TER EXPERIÊNCIA?

Empreender não é uma tarefa fácil. Abrir o próprio negócio pode ser arriscado, já que é impossível saber se o seu projeto vai ser bem-sucedido. Também não existe uma fórmula pronta para empreender sem experiência profissional.

Mas, começar um negócio do zero sem ter nenhuma vivência é possível se você tiver coragem, disposição, força de vontade e seguir alguns passos que facilitam o processo e te dão uma chance maior de seu empreendimento ter sucesso.

Ser jovem não o impede de empreender, mas você encontrará obstáculos, e isso é natural. Você vai se deparar com situações que só a vivência ensinará a lidar. Por isso, procure sempre por conhecimento. Estude, faça cursos, converse com que já empreendeu e amplie ao máximo a sua busca por informações.

Então, acompanhe os passos necessários:

1. Pergunte-se se empreender é realmente o que você quer

Para criar um negócio bem-sucedido, o primeiro passo é você saber exatamente o que te motivou a empreender. Qual é o seu propósito criando esse negócio? Reflita e busque essa clareza.

É comum ver pessoas optando por esse estilo de vida porque querem liberdade para tomar decisões ou porque querem ter mais tempo livre, ou ainda porque as vagas no mercado de trabalho estão escassas.

Independentemente do motivo que está levando você a empreender, saiba que seu caminho será diferente de todos os outros empreendedores. Mesmo que você busque se espelhar ou se inspirar em algum empreendedor de sucesso, você não deve imitar sua trajetória porque o que deu certo para ele não necessariamente dará certo para você.

2. Compreenda que empreender é um trabalho

É fundamental que o empreendedor de primeira viagem tenha em mente que empreender vai demandar tempo e muito trabalho. Mesmo que, para muitos, empreender signifique deixar de ter um chefe e ter mais flexibilidade de horário, isso não significa que não tenha que encarar o seu próprio negócio de maneira profissional. 

Por isso, faça uma revisão das suas escolhas e objetivos e analise se empreender é realmente o que quer fazer. Não se esqueça que estará investindo tempo e dinheiro e deve ter a clareza que o seu negócio é um trabalho e que você terá que se dedicar a ele se quiser prosperar. A sua falta de experiência não é um obstáculo impossível de vencer, mas se você não tiver foco, isso será um problema.

3. Domine os conhecimentos necessários

Administrar uma empresa requer ter conhecimentos de várias áreas do conhecimento. Isso não significa que você tenha que ser um especialista nesses assuntos, mas terá que ter noção suficiente para que seu negócio não fracasse pela sua própria falta de conhecimento.

Antes de abrir seu próprio negócio, procure aprender sobre administração de empresas, gestão de pessoas e contabilidade. Aprender também sobre a área de vendas e marketing é essencial. Não é necessário curso superior para isso, mas cursos de curta duração já poderão te ajudar bastante.

4. Pesquise mais sobre o mercado que você deseja atuar

Geralmente, quando uma pessoa decide empreender, escolhe uma área de atuação com a qual tem familiaridade, mas isso não é suficiente para você querer abrir um negócio. É preciso conhecer o mercado e seus concorrentes.

Você deve pesquisar qual é a real demanda do seu produto ou serviço, qual é o contexto econômico do seu setor, quais são as forças e fragilidades dos seus concorrentes e quais as suas também, entre outros aspectos. 

Procure formas originais de resolver as demandas dos seus consumidores. Um dos principais erros que um empreendedor iniciante pode cometer é deixar de se qualificar, pois é preciso atender com o máximo de assertividade o desejo do seu público.

Todas essas questões são importantes e pede um estudo mais aprofundado para que você tenha certeza de que a sua ideia tem um potencial lucrativo e que não vai naufragar por falta de informação.

5. Teste e valide suas ideias

Quando se pensa em empreender normalmente essa decisão parte de uma ideia. Muitos pensam que ter uma ideia revolucionária é o bastante para empreender e isso é um erro.

Antes de usar seu tempo pensando em como vender a sua ideia é preciso testá-la, pois pode ser uma ideia que, na prática, não resolverá as “dores” do seu público alvo.

Por isso, antes de abrir um negócio, valide seu produto ou serviço. Converse com especialistas em empreendedorismo e com seu público-alvo. Procure saber se as pessoas realmente comprariam o que você criou. Tendo uma resposta afirmativa, prossiga, mas do contrário, reveja sua ideia ou tente outra.

6. Tenha algum diferencial

Empreender também requer superar expectativas e isso é feito superando a concorrência com algum diferencial. Se o seu produto ou serviço for igual ao que já é encontrado no mercado te restará competir somente com menor preço e dessa forma é mais difícil atrair e fidelizar seus clientes. Porém, ao oferecer algo diferente, poderá competir também com inovação e qualidade.

Lembre-se que as razões do sucesso dos seus concorrentes podem não ser as mesmas para o seu negócio. Inspire-se em outros exemplos, mas procure o que faz mais sentido para você, o que combina com seus valores e princípios. Seja original e não entre em conflito com suas ideias e no que é melhor para você – tudo isso pode interferir no crescimento da sua empresa.

7. Elabore um plano de negócios

Quer ter sucesso no seu empreendimento? Faça um plano de negócios. Principalmente se você não tem experiência e não sabe mensurar todas as necessidades de recursos que um negócio exige.

Esse passo é fundamental para o êxito de seu projeto. Trata-se de definir todos os aspectos da sua empresa e do seu produto ou serviço, como se fosse uma planta do seu projeto.

Faça uma análise bem detalhada, desde a sua situação inicial, avalie se a sua ideia é viável e saiba onde você quer e pode chegar, pois só assim você garantirá que não haverá erros e nem falta de recursos para colocar seu projeto em funcionamento. 

Mas nunca, nunca inicie um empreendimento sem um plano de negócios. Esse é um erro fatal e que deve ser evitado a qualquer custo, pois a falta de planejamento pode gerar grandes problemas no futuro, principalmente para quem não tem experiência como gestor.

O SEBRAE disponibiliza em seu site, uma versão completa de um plano de negócios com tudo o que você precisa saber para abrir sua empresa. 

8. Aprenda a trabalhar com orçamentos apertados

Quando você está empreendendo, provavelmente você passará por problemas nas finanças pessoais. Mas não se assuste, porque isso é natural. 

Mesmo que você tenha uma reserva de dinheiro suficiente para suprir suas despesas durante a implementação do seu projeto, é preciso ter em mente que nem sempre é possível saber o tempo exato que seu negócio dará retorno financeiro.

Por isso, é importante aprender a viver com menos do que está acostumado, pois se for este o caso, você ficará um tempo sem rendimentos pessoais até que sua empresa comece a dar lucro. Reconhecer e saber lidar com essa possibilidade é importante para que você não desanime e desista do negócio.

9. Explore áreas que você já tenha familiaridade

Torna-se uma vantagem importante para o empreendedor optar por trabalhar com um produto ou serviço que já tenha familiaridade. Isso dá tranquilidade mesmo para quem quer começar a empreender sem experiência profissional.

Isso não significa que não terá que aprofundar seus conhecimentos sobre a área que quer atuar, pois quanto mais souber sobre o mercado que está atuando, o produto/serviço que está oferecendo, e como satisfazer as necessidades do seu público, mais estará à frente da concorrência.

E mesmo que a sua ideia de negócio já tenha concorrentes no mercado, procure buscar opções para se diferenciar e opte por produtos/serviços que resolvam a necessidade de, pelo menos, um grupo específico de clientes, pois isso garantirá fidelização dessa parcela de consumidores.

10. Entenda qual é o seu público alvo

É essencial conhecer seu público-alvo, para poder oferecer o serviço ou produto que supra da melhor forma possível as suas necessidades. Afinal, você não quer correr o risco de tentar vender algo que ninguém se interessa em comprar, certo? 

Ao conhecer quem são os seus potenciais clientes, faça também uma boa análise do mercado para entender quais são os pontos de escassez, para poder suprir as demandas de seus consumidores.

Fazer pesquisas nas redes sociais é uma boa alternativa. Procure saber o que as pessoas gostariam de adquirir que ainda não é vendido na região. De acordo com as respostas obtidas, você pode aprimorar seu produto ou serviço para se adaptar às necessidades ou vontades de consumo da sua clientela ou criar um novo produto/serviço.

11. Tenha uma reserva financeira

Depois de criar um plano de negócios, analisar o mercado e definir qual será a ideia que você colocará em prática, é preciso fazer uma reserva financeira. 

Tenha em mente que, diferentemente do que muita gente pensa, para empreender é preciso ter dinheiro. E, para isso, é necessário se organizar financeiramente.

Porém, para conseguir organizar suas finanças e fazer uma reserva de dinheiro você precisa fazer uma planilha de despesas, estabelecer metas financeiras, separar os gastos pessoais dos gastos do seu negócio e reavaliar o seu planejamento mensalmente para fazer ajustes, se for necessário.

Isso vai permitir que você concretize seu projeto de forma mais rápida e segura, pois quanto mais preparado você estiver, maiores são as chances de o seu negócio progredir no futuro e gerar lucros.

12. Seja mais analítico e menos impulsivo

Não decida empreender por impulso. Não é porque você não aguenta mais procurar por um emprego que te realize ou que supra suas necessidades que você vai sair correndo e abrir um negócio. Calma, você precisa planejar.

Você precisa pesquisar quais são as chances reais do seu negócio dar certo e estar consciente dos riscos que um negócio envolve, enxergando todas as possibilidades de alcançar seus objetivos também.

Também tenha em mente que, além de uma poupança para você não depender do seu negócio inicialmente, é possível que você precise ter um capital de giro para investir em equipamentos ou contratar funcionários. 

Por melhor que seja o seu projeto, ele vai levar um tempo até se tornar sustentável. Até lá tenha paciência e não faça nada sem pensar. Agir por impulso pode prejudicar muito seu negócio e, até, diminuir o seu tempo de existência. Calma e planejamento são fundamentais para você prosperar.

13. Terceirize algumas atividades

Você precisa ter em mente que, em algum momento, precisará de ajuda para tocar o seu negócio. Isso acontecerá por duas razões: você não é um especialista e vai faltar tempo para dar conta de tudo. 

Por isso, contrate funcionários ou empresas para auxiliá-lo na gestão da sua empresa. As áreas que serão “terceirizadas” devem ser escolhidas a partir da necessidade identificada no seu planejamento e da quantidade de dinheiro que você terá em caixa.

14. Procure feedback

Para saber se você está indo bem no seu negócio, é preciso estar atento ao feedback que recebe dos seus clientes e do mercado de uma forma geral. Só assim será possível saber o que deve ser corrigido na sua empresa. 

Disponibilize um canal de comunicação (telefone, endereço de e-mail ou as redes sociais) para deixar à disposição dos seus clientes e não deixe nenhum contato sem resposta.

Prepare-se também para encontrar pessoas de difícil relacionamento e que discordam das suas ideias. Elas podem ser seus funcionários, fornecedores ou clientes. Se esse for o caso, não seja reativo com feedbacks negativos. Escute, filtre e aplique somente o que você considerar viável para o aprimoramento do seu negócio.

15. Crie relacionamentos

Quem vai começar a empreender, sem qualquer experiência, precisa estabelecer relacionamentos genuínos com seus clientes, com seus fornecedores ou com qualquer profissional que possa contribuir com seu crescimento.

Ter habilidade para se conectar e criar empatia pelas pessoas será um fator determinante para o seu sucesso, pois você necessitará do suporte das pessoas quando não souber resolver algum problema ou quando precisar ober alguma informação.

Lembre-se sempre que ninguém vai muito longe sozinho, pois sozinho você pode até chegar mais rápido, mas acompanhado você chegará mais longe!

16. Dedique atenção ao seu projeto

Ao decidir empreender supõe-se que sua prioridade é ter o próprio negócio. Assim, dedique-se de forma exclusiva (preferencialmente). Isso fará com que tenha o tempo necessário para aperfeiçoar processos e para poder gerenciar melhor sua equipe, tornando-a mais produtiva.

Aplicando todos esses passos você terá mais chances de empreender com sucesso! Então, mãos à obra e boa sorte com seu empreendimento!




O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *