Mais aprendizado

Gestão de conflitos: um dos maiores problemas do mercado de trabalho

Aprenda a deixar seu currículo perfeito, impossível de ser ignorado.

Cadastre-se e pegue o seu e-book agora! É grátis.

Antes de tudo, a gestão de conflitos é essencial para a saúde da empresa. Porque atuamos com pessoas. Isto é, elas refletem o sucesso corporativo. Logo, uma organização sem equipe satisfeita é improdutiva. Por isso, instituições com conflitos chegam à falência. 

No entanto, onde há funcionários felizes, existe prosperidade. Por isso, tem que cuidar da cultura organizacional. A partir disso, criar um plano assertivo. Desse modo, gerenciar com eficiência. Neste artigo, vamos abordar as causas do conflito. Além disso, como solucioná-los. Então, confira a seguir!

Gestão de conflitos: entenda a origem do problema

Antes de tudo, as pessoas formam a empresa. Mas, a maioria das instituições ignoram essa mentalidade. Então, desvalorizam seus ativos. Já o RH prioriza o bem-estar dos membros. Pois, a negligência é o maior fator de fracasso. Logo, impacta na saúde física e psicológica das pessoas. 

Ambiente improdutivo: como os conflitos acabam com a produtividade

Talvez, você já notou que um conflito não sobrevive isolado. Então, o burburinho se espalha rápido. Isto é, um atrito se torna enorme. Porque alcançam a equipe e avançam para o setor. Sendo assim, contaminam o clima organizacional. Ou seja, um conflito gera prejuizos. Então, imagine uma situação com discussões constantes. Sem dúvida, com o tempo vai desequilibrar a empresa.

Confira o impacto negativo que os conflitos causam para a empresa

Antes de tudo, para resolver os conflitos conheça os impactos deles. Isto é, o mal-estar que geram nas pessoas. Além disso, deixam o ambiente tóxico. Então, confira a seguir os tópicos que prejudicam.

  • queda de produtividade dos colaboradores;
  • desmotivação contínua;
  • isolamento social;
  • demissões;
  • alta rotatividade de funcionários.

Conforme vimos, os conflitos evoluem rápido. Além disso, causam danos. Diante disso, confira os problemas que tendem a progredir. Desse modo solucione rápido.

Gestão de conflitos: principais causas

Sobretudo, separamos os problemas mais comuns. Sem dúvida, eles são responsáveis por causar conflito no ambiente. A princípio, se não tratá-los, vai potencializá-los, pois os problemas tendem a progredir. Depois, a longo prazo será difícil resolver o conflito. Então, prevenir é uma ação estratégica para a empresa. Então, confira os conflitos mais destrutivos.

1. Falhas na comunicação interna

Desde já, uma comunicação ineficaz chega distorcido para o outro. Por isso, gera um verdadeiro caos. Por exemplo, a brincadeira do telefone sem fio. Isto é, a primeira pessoa diz uma frase para a segunda. Em seguida, ela deve chegar idêntica na última da fila. Mas, na maioria das vezes, chega diferente.

Do mesmo modo, se a comunicação for ruim vai ocorrer o mesmo. Porém, o final da brincadeira sempre acaba em risadas. Mas na empresa vira um pesadelo. Pois, sem planos há chances de discórdia. 

2. Ausência de processos

Em primeiro lugar, o planejamento de fluxo de atividades não otimiza o processo. Bem como o aumento da produtividade. Logo, uma equipe eficiente evita a duplicidade. Por exemplo, um analista de RH faz a triagem da mesma vaga de seu colega. Sem dúvida, a longo prazo, essa falta de controle vai causar conflitos entre os membros.

Aliás, essas ações reforçam o retrabalho. Além de aumentar os atritos. Dessa forma, os problemas geram intolerância. Inclusive mal-estar na equipe. Então, isso contribui para o estresse e discussões. 

3. Clima organizacional ruim

Antes de tudo, o problema é manter um ambiente tóxico. Sem dúvida, isso acontece por várias razões. Além disso, o que alimenta o clima tóxico é a fonte dos conflitos. Então, veja a seguir os elementos que dão origem a esse fim.

  • péssima gestão de pessoas;
  • casos de assédio;
  • bullying;
  • péssimo relacionamento interpessoal dos funcionários;
  • baixo nível de integração entre colaboradores;
  • insatisfação de um ou mais profissionais.

A princípio, o objetivo do RH é gerar um ambiente agradável. Não só sanar o problema, mas manter a harmonia. Além disso, incentivar o relacionamento. Por fim, não pode faltar soluções estratégicas para gerar bem-estar. Afinal, toda atitude positiva contribui para serem mais felizes.

4. Resultados insatisfatórios

Antes de tudo, estruturar um bom clima organizacional parece um sonho. Porque pensamos ser o fim dos conflitos. Mas nem sempre é simples essa tarefa. Sem dúvida, é uma questão que o gestor deve avaliar de perto. Em seguida, resolver junto com os colaboradores. Por fim, executar melhorias no ambiente.

Embora essa tarefa pareça simples, o estresse pode dominar. Por isso, dar origem a conflitos maiores. Logo, estar atento à origem dos problemas é importante. Ou seja, foque na causa e não na exclusão dos sintomas.

5. Insatisfação

Antes de tudo, a insatisfação surge de modo individual. Bem como, se extende no coletivo com o tempo. Além disso, o motivo é variado. Então, a função do RH é identificar em cada pessoa. Pois isso inclui analisar insatisfações. Inclusive, discutir soluções com o gestor. Dessa forma, agilizar a solução. Por fimm, bloquear a evolução da insatisfação.

6. Falta de foco

Sobretudo, uma empresa sem metas claras perde o foco. Afinal, é impossível investir sem saber onde quer chegar. Por isso é importante engajar os colaboradores. Porque a falta de comunicação prejudica nas ações. Além disso, sem planos as pessoas vão para outros rumos. Isto é, todos precisam estar alinhados. Do contrário, surgirão conflitos de interesses.

7. Desvalorização do funcionário

Desde já, as empresas estimulam a motivação nos funcionários. Pois, contribui para se sentirem valorizados. Aliás, um dos princípios do RH é valorizar os membros. Assim sendo, há redução dos conflitos na empresa. Veja a seguir, os principais benefícios.

  • maior produtividade;
  • melhorar o relacionamento interpessoal;
  • reter e atrair talentos;
  • valorizar a reputação da empresa.

Em suma, é importante gerar segurança e respeito nos colaboradores. Nesse sentido, notamos que ações assertivas promovem resultados efetivos. Isto é, impactam nos resultados da empresa. Se tem colaboradores felizes, há uma empresa próspera.

Gestão de conflitos: solução na empresa

Desde já, resolver conflitos exige diálogo com o setor de RH. Pois, eles são especialistas em tratar desses problemas. Além disso, um gestor também pode desenvolver novas habilidades. Então, confira as dicas para solucionar essas questões.

  • estabelecer empatia na cultura da empresa;
  • evitar julgamentos precipitados;
  • ouvir ambos os lados é imprescindível;
  • tomar decisões de forma racional;
  • estimular o diálogo entre colaboradores;
  • manter contato constante com a equipe de RH;
  • criar plano de carreira para motivar a valorização dos funcionários.

Provavelmente, toda organização precisa de uma gestão de conflitos da sua equipe. Sem dúvida, é uma chave que determina o sucesso da empresa. Por isso, um gestor capacitado tem chances de ganhar destaque. Sem dúvida, as grandes instituições contam com perfis habilitados para gerenciar. Então, aproveite para se tornar um profissional diferenciado. Assine o trilhas do sucesso e tenha dezenas de cursos para melhorar seu currículo.




O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *