Recolocação Profissional

RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL - POR QUE AS PESSOAS BUSCAM NOVOS EMPREGOS?

Aprenda a deixar seu currículo perfeito, impossível de ser ignorado.

Cadastre-se e pegue o seu e-book agora! É grátis.

AS TRANSIÇÕES NO MUNDO DO TRABALHO APONTAM NOVOS RUMOS PARA QUEM BUSCA RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL

Nos últimos anos o mercado de trabalho tem sofrido transformações por motivos diversos: revolução da indústria, alteração nas leis trabalhistas, crises econômicas, mudanças no governo.

Porém, essa transição se acentuou com a pandemia do novo corona vírus que provocou o isolamento social, fechamento de várias empresas e um recorde na taxa de desemprego.

Isso levou milhares de trabalhadores a reverem suas carreiras e profissões, uma vez que o mercado se tornou ainda mais competitivo e um novo perfil de profissional passou a ser exigido: aquele que está em constante mutação.

Mas, o fato de buscar por uma recolocação não significa necessariamente que a pessoa esteja desempregada, pois mesmo quando está trabalhando ela pode buscar novas oportunidades por vontade ou necessidade de ascensão profissional, entre outros motivos que trataremos mais adiante.

Fato é que será necessário se preparar para o futuro, que já bate à porta. Especialistas em estratégias de carreira afirmam que haverá uma etapa de retomada após a crise e quem buscar emprego ou recolocação profissional precisará ser resiliente e se requalificar.

Novas profissões estão surgindo em função das novas demandas (leia mais sobre isso no nosso artigo: Como se preparar para o mercado de trabalho das profissões do futuro), e embora a recuperação do emprego venha de maneira gradual, ela será diferente, terá uma nova redefinição.

Mas, para que a recolocação profissional seja vista como uma oportunidade de crescimento e não apenas como um problema ou uma preocupação, é necessário entender melhor o que ela significa e quais são os principais motivos que levam as pessoas a buscarem por um novo emprego.

O QUE É RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL?

Para quem não sabe, a recolocação profissional ocorre quando uma pessoa vai em busca de uma nova oportunidade de trabalho. Portanto, é o processo pelo qual uma pessoa passa para conseguir um novo emprego.

Para que isso aconteça a pessoa se utiliza de recursos e estratégias, de forma individual ou orientada por profissionais, para se inserir novamente no mercado de trabalho.

Pessoas das mais variadas experiências profissionais buscam por recolocação, para procurar ocupar novamente um espaço em algum segmento da economia.

Por isso, costuma-se dizer que a recolocação profissional é democrática, pois demanda esforço e estratégias tanto de profissionais de alto nível de conhecimento e experiência, quanto daqueles que possuem baixa escolaridade ou pouca experiência.

Geralmente, quem tem o objetivo de conquistar um novo emprego, utiliza recursos como: revisão do currículo, treinamento para entrevistas, networking, entre outras ações, pois embora cada um tenha seu motivo para essa busca, o desafio é o mesmo: se destacar dos concorrentes e ser escolhido para a vaga desejada!

Preparamos um artigo inteiro com os principais recursos utilizados, para ajudar você a saber o que deve fazer para ter sucesso na sua recolocação profissional. Clique aqui e saiba mais!

Mas antes disso é importante que você conheça quais são os motivos que levam as pessoas a tomar essa decisão, para verificar em qual situação você se encaixa e as melhores ações a serem tomadas!

POR QUE AS PESSOAS BUSCAM RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL?

Como já pontuamos, cada pessoa tem suas razões e suas particularidades para buscar um novo emprego, pois cada um está ou esteve inserido em um cenário de trabalho específico.

Mas é possível mencionar os principais motivos, que são os que, na maioria das vezes, levam uma pessoa a recorrer a uma recolocação profissional. Acompanhe a seguir:

Desemprego

Em pesquisa recente do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) – divulgada em setembro/2019, a taxa de desemprego no Brasil subiu para 14,6%, atingindo um recorde histórico em uma economia em crise por causa da pandemia do corona vírus.

E, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (PNAD Contínua), isso representa 14,1 milhões de pessoas que estiveram em busca de trabalho só no terceiro trimestre de 2019.

Desse contingente, muitos estão em busca de recolocação profissional, fazendo com essa seja a principal razão da maioria das pessoas estarem à procura de um novo emprego.

De acordo com pesquisa do SPC Brasil e da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) 61% do total que busca recolocação, aceitam salários menores para retornarem ao mercado.

Embora o cenário seja desanimador existem saídas para a crise. A principal delas é investir em qualificação profissional, principalmente para manter-se atualizado e passar a ter um diferencial aos olhos dos recrutadores

Especialistas em recolocação profissional alertam que vagas existem e o que está faltando é mão-de-obra qualificada. Por isso, orientam para que os interessados coloquem em prática, inclusive, a resiliência, para não desanimarem e não desistirem.

Insatisfação com o mercado de trabalho

Nos dias de hoje tornou-se comum estar insatisfeito com o mercado de trabalho. Porém, os motivos que podem levar à essa insatisfação são diferentes para cada pessoa. 

A crise econômica, que leva as empresas a cortar gastos com demissões, a instabilidade do trabalho, os baixos salários oferecidos que muitas vezes não são compatíveis com as exigências e responsabilidades que o cargo requer, são alguns exemplos.

Para sair dessa insatisfação, muitas pessoas partem para o trabalho autônomo, ou para abrir o próprio negócio. Empreender tem sido uma das principais saídas para driblar esse empecilho. 

Também há muitos casos de pessoas que se prepararam, se requalificando, e conseguiram superar os desafios da recolocação profissional e hoje estão felizes em suas ocupações.

Trata-se de uma forma de se inspirar e começar a dar seus primeiros passos em um processo que exige planejamento e coragem, como a recolocação profissional.

Falta de metas e objetivos claros para a carreira

Assim como em todos os âmbitos da vida, o planejamento é essencial para o trabalho e muitas vezes as pessoas se perdem em sua trajetória profissional por falta de planejamento.

Quem não tem clareza do que quer e onde quer chegar exercendo uma profissão, acaba por se tornar insatisfeito quando se vê em um caminho que não era exatamente onde queria estar.

A falta de foco e objetivos bem definidos para o trabalho torna o profissional mais propício a estar em um emprego que não lhe traz satisfação, embora isso seja mais comum do que se pensa.

Mas, se o que você deseja é uma recolocação profissional, trace metas e objetivos, bem como estratégias, para conseguir chegar lá, pois estes são alguns dos primeiros passos a serem tomados.

Porém, é primordial refletir em um primeiro momento sobre as suas expectativas diante do que o mercado oferece, para, inclusive, identificar as motivações necessárias para seguir adiante e mudar. 

Lembre-se: quem não sabe onde quer chegar, qualquer caminho servirá, porém, muitas estradas o levarão a lugar nenhum!

Falta de perspectiva profissional

Ter uma “perspectiva” sobre algo é analisar algo de uma determinada maneira. Perspectiva, no âmbito profissional, é o seu ponto de vista sobre suas realizações a respeito do seu trabalho ou da profissão que escolheu.

É muito comum que profissionais dediquem uma vida inteira para atingir um objetivo, alcançar determinado cargo, e quando atingem essa meta percebem que não era bem o que tinham imaginado. Isso ocorre por falta de perspectiva profissional.

Isso tem sido muito comum em relação aos jovens – que compõem a geração Y – que fogem da perspectiva profissional criada pela sociedade, que geralmente envolve estabilidade e alta remuneração, porque são imediatistas e querem viver os próprios sonhos, dos quais não faz mais parte o caminho tradicional.

E mesmo sendo de outras gerações, muitos profissionais estão compartilhando desse sentimento, pois enfrentam um mercado que ainda continua seguindo a perspectiva de concluir o ensino médio, passar no vestibular, se formar, conseguir um bom emprego, se especializar, conquistar uma promoção e se aposentar.

Muitos são os fatores que podem ocasionar a falta de perspectiva profissional, mas os principais são a falta de oportunidades de crescimento, a estagnação e ausência de desafios, condições ruins de trabalho, falta de reconhecimento, dificuldade em equilibrar vida pessoal e profissional.

Uma visão de futuro na carreira deve ser construída investigando a fundo no que realmente você deseja investir, estabelecendo objetivos claros e considerando sua atual realidade. Sua mudança de postura para buscar novas oportunidades fará toda diferença para que o prazer pelo trabalho não vá embora.

Ascensão Profissional

Você diria que está feliz com o atual momento da sua carreira profissional? Já realizou o que planejou para ela? Se sim, parabéns! Mas, a resposta da maioria das pessoas é “não”. 

Essa insatisfação leva muitos profissionais a buscarem ascensão profissional, ou seja, subir de cargo, e esse desejo consequentemente leva à busca de recolocação profissional.

Embora subir de cargo seja o principal motivo que levam muitos profissionais e desejarem ascensão profissional, esta também pode estar relacionada à busca novos desafios ou encontrar um ambiente de trabalho que lhes proporcione mais qualidade de vida.

Independentemente da situação, é preciso ter cautela e fazer um planejamento para partir para uma recolocação profissional. Muitas vezes será preciso a orientação de um profissional especializado para otimizar sua busca por um novo posto e reduzir o seu tempo fora do mercado de trabalho.

Mudança de cidade e excesso de viagens

Embora seja em uma escala menor, se comparado aos demais motivos que levam as pessoas a buscarem por recolocação profissional, as viagens e mudanças frequentes também representam uma boa razão para ir à procura de um novo trabalho. 

Pode parecer um sonho realizado ter um trabalho que proporcione viajar muito ou mudar de cidade, mas para muitas pessoas, que realizam esse tipo de atividade com muita frequência, é cansativo e desgastante. 

Seja para participar de reuniões, seja para dar treinamento, seja para fechar algum negócio, muitos profissionais viajam muito. Para a empresa pode ser vantajoso, mas para quem está em trânsito o tempo todo sofre efeitos negativos tanto físicos como mentais.

Estar sempre em alerta para cumprir horários e não perder voos, encarar fusos horários diferentes, ter uma jornada de trabalho estendida, não descansar adequadamente, estar em confinamento em um avião ou carro, tudo isso pode provocar estresse, tensão, problemas de concentração, além de insônia e problemas intestinais.

As mudanças frequentes de residência também trazem seus problemas, principalmente para quem já tem uma família constituída. Muitas vezes é difícil se adaptar ao novo local, encontrar boas escolas para os filhos, ou o(a) companheiro(a) conseguir ajustar o trabalho, caso também seja um profissional ativo. 

A saída é fazer um planejamento de carreira e procurar saber quais são todas as atividades exigidas do cargo para que não haja um desgaste excessivo que leve o profissional à frustração e desânimo em relação ao seu trabalho.




O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *