Reportagens

Número de Vagas de estágio cresce segundo BNE e CIEE

Aprenda a deixar seu currículo perfeito, impossível de ser ignorado.

Cadastre-se e pegue o seu e-book agora! É grátis.

vagas-de-estagio

Dados do Banco Nacional de Empregos (BNE) apontam que o número de vagas de estágio aumentou no primeiro bimestre de 2021. Em janeiro e fevereiro deste ano, foram 2.612 novas vagas abertas contra 1.799 oportunidades no mesmo período do ano passado. 

Ainda de acordo com o levantamento, as visualizações de empresas analisando currículos de estágio cresceram 32% no mesmo período. Na avaliação do CEO do BNE, Marcelo de Abreu, os resultados demonstram um início de 2021 melhor que o esperado.

“Imaginávamos ver números inferiores a 2020, já que janeiro e fevereiro do ano anterior não sofreram as consequências da pandemia no Brasil. O início da vacina foi essencial para criar otimismo nas empresas, que começaram a se movimentar mais, refletindo também nas vagas de estágio”, explicou.

No último ano, as oportunidades para estudantes chegam a cair 51% por conta da pandemia. Em 2019, por exemplo, foram somadas 11.100 frente as 7.339 em 2020. “No ano anterior, muitas empresas tiveram corte de gastos, além do home office. Com muitas demandas e pouco caixa, as vagas de estágios foram deixadas em stand-by”, analisou Abreu.

Segundo o CEO do BNE, essa pode ser uma boa oportunidade para quem está em busca de estágio:

“É importante que os estudantes que buscam pela oportunidade de estágio mantenham os currículos atualizados e estejam preparados para seleções e entrevistas virtuais. A tendência é que as vagas de estágio voltem a estar disponíveis conforme as empresas se recuperam economicamente”, disse Abreu.

Superintendente do CIEE alerta que retomada é lenta, mas constante

Os dados obtidos em outro estudo também reforçam a expectativa. De acordo com levantamento do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), o número de oportunidades de estágio e aprendizagem cresceu 28,1% no 1º bimestre de 2021, comparado ao 4º bimestre de 2020.  

O programa de Aprendizagem segue a mesma tendência. Em relação aos últimos meses de 2020, cresceu 21,9%. Enquanto isso, teve retração de 16,1% em comparação ao 1º bimestre de 2020. 




O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *