Primeiro emprego

O QUE O MERCADO DE TRABALHO EXIGE DOS NOVOS PROFISSIONAIS

Aprenda a deixar seu currículo perfeito, impossível de ser ignorado.

Cadastre-se e pegue o seu e-book agora! É grátis.

QUER CONQUISTAR SEU PRIMEIRO EMPREGO? FIQUE ATENTO ÀS MUDANÇAS NO MERCADO DE TRABALHO!

Estamos vivendo em tempos de mudanças no mundo corporativo. A pandemia que enfrentamos vem mudando o nosso dia a dia, mas ela não é a única responsável por essa transição. 

A crise econômica, o fechamento de postos de trabalho, o aumento do empreendedorismo, as mudanças na CLT, são exemplos de fatores que também vêm influenciando para que essas transformações ocorram.

Isso faz com que o mercado passe a ser multifuncional, com profissionais que estão cada vez mais autônomos, trabalhando em rede, de forma colaborativa, somando competências e desenvolvendo parcerias.

Veja mais em: Aprenda a trabalhar em casa ou fique sem trabalho!

Assim, as mudanças no mundo do trabalho exigem novas qualificações profissionais, ou seja, requer profissionais mais criativos, flexíveis e preparados para situações adversas e mutáveis.

Por estar em constante mutação, por isso exige profissionais com visão mais ampla, que esteja antenado e que entenda que os novos cenários são menos estruturados, porém, mais dinâmicos.

Agora, mais do que antes, o mercado mudou a atenção que tinha sobre as habilidades comportamentais dos profissionais. Observa-se então a interdependência entre o técnico e o humano, levando-se em consideração os valores e a personalidade de cada profissional, por entender que o equilíbrio emocional é fundamental para melhorar sua visão e, consequentemente, suas competências.

Com essa visão mais ampliada, o mercado passou, inclusive, a esperar que o novo profissional entenda os cenários externos ao ambiente em que trabalha e seja capaz de identificar fragilidades, ameaças, potenciais concorrentes, etc., para que possa contribuir de forma efetiva para o crescimento da empresa, ajudando a ajustar e alavancar suas potencialidades.

Acompanhe esse artigo que preparamos para você, para saber que os jovens procuram e para conhecer quais são as principais características que as empresas valorizam quando recrutam para o primeiro emprego.

O QUE OS JOVENS BUSCAM NO MERCADO DE TRABALHO

As dúvidas e inseguranças desse novo cenário profissional atingem tanto os mais velhos quanto os mais jovens, porém de formas diferentes. 

Enquanto os mais velhos se preocupam em se manterem no mercado e conseguirem se adaptar à nova realidade, os mais jovens querem apenas garantir que conseguirão uma oportunidade.

Os jovens absorvem melhor as mudanças e, por isso, não demonstram tanto interesse com o modelo de trabalho tradicional que oferece estabilidade, longas jornadas, ascensão de carreira dentro de uma única empresa, entre outros aspectos.

Boa parte dos jovens, segundo consultores empresariais e da área de RH, não esperam chegar ao final do curso de graduação para iniciar um projeto. Eles são mais flexíveis e dinâmicos, super conectados, com bons conhecimentos de tecnologia.

Essas características os tornam capazes de lidar com novas soluções ou desenvolver soluções, produtos e serviços inovadores no mercado. Eles tendem a lidar com a instabilidade de uma maneira mais natural e, por isso, podem migrar de uma carreira para outra em menos tempo.

O jovem está em busca de experiências, novos desafios, e estão sendo guiados, cada vez mais, por uma causa própria e por isso não temem empreender. Eles vêm buscando muito mais a realização pessoal e a qualidade de vida do que apenas “salários e benefícios”.

Portanto, é preciso estar atento para as oportunidades de trabalho que estão surgindo que, com certeza, serão diferentes das quais víamos até agora, pois virão com uma modelagem baseada no “novo normal”, com novas exigências, novos desafios, novos parâmetros.

Estamos vivendo em tempos instáveis e a imprevisibilidade é a palavra de ordem. Isso muda todo o cenário do mercado de trabalho daqui para frente. Mas o “mar” está bom para os jovens, que tem características do “marinheiro” que se adaptará às mudanças na “maré”. Só será preciso que ele enxergue esse cenário.

O QUE O MERCADO DE TRABALHO EXIGE DOS JOVENS

Hoje em dia as exigências das empresas, quando decidem dar a primeira oportunidade de trabalho ao jovem, vão muito além de uma lista de cursos realizados que possam ter afinidade com os objetivos da empresa. 

As empresas procuram futuros profissionais que realmente tenham condições de contribuir positivamente para o seu crescimento, ou seja, pessoas com ótima comunicação, com aptidão para trabalho em equipe, capacidade de resposta, lógica de raciocínio, domínio de línguas e outras habilidades intangíveis.

Para ter uma boa chance, o jovem precisa ter em mente que até as qualidades que ele não imaginava serem importantes, poderão fazer a diferença, como por exemplo, ter espírito criativo, fazer trabalho voluntário, capacidade em lidar com mudanças, etc.

Mas é a resiliência, ou seja, a capacidade de se adaptar às mudanças, que é uma das principais características que o mercado atual busca nos jovens profissionais. Portanto, além do conhecimento técnico, as características comportamentais pesam. 

Confira aqui as 7 habilidades e competências para se ter no currículo

Iniciar em uma empresa e esperar que situações adversas e problemas não ocorram é querer viver numa situação irreal. A resiliência é avaliada justamente quando surgem tribulações, e as empresas valorizam quem sabe encará-los com otimismo, e lidam com a rotina de forma positiva, resistindo às pressões e se colocando aberto a ouvir críticas como uma forma de melhorar sua performance.

As chances do jovem também aumentam quando ele apresenta ser proativo e demonstra vontade de aprender. Portanto, são suas qualificações diferenciais que vão colocá-lo em uma posição de destaque aos olhos das empresas que estão buscando novos colaboradores.

Vale lembrar que, para os recém-formados, somente a graduação deixou de ser um diferencial. Como o acesso a uma formação superior se democratizou, é preciso que os jovens apresentem outros diferenciais para as empresas em que desejam trabalhar. 

Alguns elementos, como cursos de idiomas, capacitações, participação em workshops, especializações, pós-graduação ou MBA, são enriquecedores para o currículo e que agregam valor para as empresas.

Baixe nosso e-book gratuito e aprenda a montar um currículo de sucesso:

ASPECTOS DO PERFIL PROFISSIONAL QUE AS EMPRESAS MAIS BUSCAM NOS JOVENS

Atualmente, as empresas valorizam pessoas que tenham valores a agregar à organização, por isso procuram pessoas que possam trazer resultados rápidos e lucrativos. A competitividade do mercado de trabalho faz com que as empresas busquem diferenciais nos novos profissionais

Veja a seguir, os aspectos mais valorizados no perfil profissional buscado pelo mercado de trabalho e como entrar neste perfil.

1 – Identificação com os valores da companhia

Estar alinhado com a missão e visão da empresa é o primeiro passo para atender ao perfil de profissional que ela busca. Pessoas que não entendem a organização dificilmente estarão alinhadas com os seus objetivos.

Esse alinhamento diz respeito inclusive à ética, responsabilidade social, compromisso ambiental e até mesmo à imagem pessoal, pois as empresas já avaliam as redes sociais do candidato para verificar seu comportamento e pensamentos compartilhados fora do ambiente profissional.

Dificilmente uma empresa contratará um profissional que não tenha valores e postura alinhados aos seus. Por isso, pesquise sobre a empresa e procure estar alinhado à sua forma de atuação no mercado e seus projetos. Tenha atenção também à sua imagem online.

Veja também: 14 atitudes proativas para se destacar no primeiro emprego

2 – Habilidade de relacionamento interpessoal

Você precisará ser capaz de trabalhar bem em equipe e, portanto, saber se relacionar bem com as pessoas no ambiente de trabalho. De nada adiantará você estar bem preparado tecnicamente se não consegue interagir de forma positiva com outros colaboradores.

Os profissionais mais valorizados e admirados numa empresa são aqueles que mantêm um bom relacionamento interpessoal com todos que o cercam, seja um colaborador da limpeza até o dono da empresa. Faz parte de um bom perfil profissional construir um ambiente profissional agradável, que motiva a todos a alcançar os resultados almejados.

3 – Mente criativa

O mercado de trabalho, no formato que se apresenta hoje, necessita de profissionais criativos e que tragam ideias diferenciadas e inovadoras para atrair o público alvo e se destacar em seu segmento. 

O avanço da internet, o crescimento das estratégias de marketing e o estreitamento das formas de comunicação entre pessoas são os principais fatores que fazem com que as empresas busquem por mentes revolucionárias.

A habilidade para apresentar estratégias para criar produtos e serviços dos quais o consumidor ainda nem sabe que precisa, faz parte do perfil profissional que mais se destaca no mercado atual.

4 – Proatividade

Outra característica muito valorizada e apreciada pelas empresas, é a proatividade, ou seja, a característica de quem busca identificar ou resolver os problemas por antecipação, com antecedência, com presteza e diligência.

É preciso demonstrar iniciativa e não se manter estagnado, transformando as dificuldades em mudanças e não em reclamações. Isso não significa, porém, ser insubordinado e não saber receber ordens.

A proatividade é inerente de quem não precisa que digam o tempo todo o que precisa ser feito, pois utilizar a sua inteligência para melhorar os processos, impulsionando os resultados da organização.

5 – Foco

O mundo moderno oferece muitos atrativos e circunstâncias que favorecem a perda do foco no trabalho. Internet, TV, contas a pagar, problemas políticos, redes sociais, estresse, trânsito, problemas familiares, são alguns exemplos.

Mesmo com esse número enorme de informações com as quais precisa lidar no dia a dia, é preciso estar com a atenção centrada, pois o colaborador focado tem uma meta profissional bem definida e consegue abraçar desafios, superar obstáculos mais facilmente e trazer as melhores soluções.

6 – Empatia

Ter empatia é extremamente necessário para trabalhar bem em equipe e lidar com clientes, superiores e até concorrentes. Empatia é se colocar no lugar do outro, entendendo o seu posicionamento, problemas e forma de agir. 

A empatia também envolve o cuidado com a postura profissional, pois é importante ter atitudes positivas representativas do perfil da empresa. Não são raros os casos de profissionais demitidos por atitudes negativas, que não representem o pensamento da empresa em que trabalham.

Fuja de comportamentos que refletem fata de empatia, pois pessoas que estão sempre de mau humor, não sabem trabalhar em equipe e vivem reclamando têm vida curta nas organizações e se tornam referências ruins no mercado. 

7 – Humildade

A humildade é uma característica exigida não apenas de jovens que estão começando a sua experiência como profissionais, mas de todo e qualquer profissional, pois demonstra que a pessoa possui consciência de suas habilidades, mas também de suas limitações.

Ter humildade é fundamental para sobreviver em uma empresa, pois você deixa evidente que não é o dono da verdade e que não sabe de tudo, reconhecendo que sempre há muito a se aprender.

Estar aberto a ouvir críticas, conseguir assimilar a opinião alheia sem achar que é sermão ou ironia, são atitudes que te darão destaque em qualquer empresa. 

Mesmo que você seja confiante no que faz, tenha humildade também ao falar de si mesmo, sem demonstrar arrogância ou desprezo por ninguém e nem por nenhuma atividade.

8 – Entusiasmo

Se você tem vontade de fazer a diferença, independentemente do salário ou dos benefícios que a empresa tem a oferecer, você já tem boa parte do que as empresas procuram.

Os recrutadores têm valorizado ainda mais os candidatos que apresentam entusiasmo para trabalhar, pois mesmo que tenham pouca ou nenhuma experiência, estão ávidos para aprender, cheios de ideias e vontade de mudar o ambiente em que vão atuar.

O mercado está cheio de profissionais desmotivados, estressados, cansados e que, claramente, não amam o que fazem e, por isso, as empresas buscam pessoas com perfil contrário a esse.

Siga sempre no caminho da motivação e procure ser proativo, evitando trabalhar no modo automático, pois assim será mais fácil alcançar bons resultados e estar feliz com suas realizações.

9 – Responsabilidade

Confirme que você é alguém que merece confiança, demonstrando que tem responsabilidade com o seu trabalho, pois sem esse comprometimento você não sobreviverá na empresa. 

Assuma seus compromissos profissionais organizando suas tarefas, cumprindo os prazos, arcando com os seus erros sem atribuir aos outros as suas obrigações ou delegado as suas atividades para outras pessoas executarem.

Lembre-se de que você estará sendo observado após a contratação e dependerá de boas referências caso busque outras oportunidades no futuro.

10 – Integridade

Integridade é a característica da pessoa que é íntegra, é a qualidade de quem é honesto, que é incorruptível, cujos comportamentos ou ações demonstram retidão. 

Além das qualificações e características já citadas, você deve mostrar que está disposto a encarar qualquer situação profissional com lisura e sinceridade, mas sem ter que passar por cima de outras pessoas ou perder os seus valores para chegar onde deseja.

Mantenha a sua ética e integridade. Elas são as suas maiores armas para se tornar um profissional que todos admiram e que fazem a diferença no mundo.

11 – Abertura a mudanças

Se você estiver preparado para encarar as mudanças como algo positivo e natural e enxergar as oportunidades vindas delas, você terá um perfil profissional de sucesso.

Estar aberto ao novo pode trazer a chance de se qualificar e mudar a sua vida profissional para melhor, pois as empresas supervalorizam quem tem visão ampla e estão dispostos a vivenciar, com entusiasmo as mudanças que forem surgindo.

É comum criarmos diversas expectativas sobre o nosso primeiro emprego e nosso futuro profissional mas, se acontecer de você não encontrar um ambiente de trabalho perfeito, como você idealizou, não desanime. Seja otimista e siga adiante.

12 – Coragem para assumir riscos

Como já foi mencionado, o mercado precisa de pessoas criativas, que não dependam somente de regras e consigam fazer a diferença. E essas atitudes exigem coragem para assumir riscos.

Foi-se a época em que os profissionais realizam suas atividades cumprindo uma mesma rotina de trabalho durante anos até chegarem na aposentadoria. Agora é preciso se comprometer e ousar expor novas ideias para que o mercado se desenvolva e cresça. 

Conhecer e procurar desenvolver todas essas habilidades te ajudarão a se destacar no mercado de trabalho, embora não exista uma regra que garanta uma contratação ou a sua permanência na empresa, caso já tenha sido contratado.

Mas é importante estar atento ao que as empresas buscam. Assim, a concorrência vai deixar de ser um problema para que você alcance os seus objetivos e conquiste seu lugar no mundo corporativo.




O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *